SISTEMA DE TRANSPORTE COMPLEMENTAR É UM PROBLEMA

por Pedro Tinoco publicado 14/11/2017 17h45, última modificação 15/11/2017 12h05
Um velho problema que volta e meia sempre está a trazer transtornos para a população: o serviço de transporte público complementar. Hoje (14) o tema voltou aos debates na Câmara em função das diversas reclamações dos usuários. Diante dos relatos que foram expostos o presidente da Casa, vereador Adeíldo da Igreja, disse que vai convocar a cooperativa responsável pelo serviço a fim de que sejam prestados esclarecimentos.

“Apoiamos eles nos projetos que chagam aqui, mas não concordamos com o desrespeito que está acontecendo em relação à população que usa os serviços”, afirmou. O vereador Carlos André relatou que os micro ônibus estão trafegando sem qualquer tipo de fiscalização e os motoristas fazem o que querem. “Temos muitos problemas. Outro dia um motorista alegou ter esquecido um documento no terminal e resolveu voltar do meio da viagem para apanhar o tal documento, indignando quem estava dentro do ônibus”, disse.

O vereador Irmão Fabinho disse que os moradores do Pacheco também estão sofrendo muito com o serviço precário. Enquanto Daniel Alves sugeriu que a Prefeitura de Jaboatão passe a coordenar e fiscalizar o sistema como um todo.  

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados