VEREADORES FALAM DOS DESAFIOS DA GESTÃO 2017-2020

por Pedro Tinoco publicado 03/01/2017 08h50, última modificação 04/01/2017 13h05
Os desafios da nova legislatura e agradecimentos pela eleição dominaram os discursos dos vereadores que foram à tribuna na manhã de hoje (03). Após a leitura e aprovação do Projeto 002/2017 - por unanimidade – alguns parlamentares falaram sobre as dificuldades que passaram no período eleitoral, já que a última eleição foi considerada uma das mais difíceis da história de Jaboatão. Aproximadamente 800 candidatos disputaram as 27 vagas existentes na Casa Vidal de Negreiros.

O vereador Nado do Caminhão, que conquistou o segundo mandato, ressaltou que é difícil vencer uma eleição e ainda mais trabalhoso conquistar o pleito pela segunda vez. “Deixo este alerta para os novos colegas que estão chegando agora. A próxima será bem mais difícil, pois é inevitável a comparação e as cobranças do povo. Agradeço a Deus por esta vitória”, afirmou.

O vereador Carlos Alberto, também reeleito, foi na mesma linha de raciocínio. “O que o vereador Nado disse é verdade. Cada novo mandato é mais difícil que o anterior. Mas Vossa Excelência volta porque tem um trabalho forte junto ao povo de Jaboatão”, comentou.

Estreando na tribuna da Câmara, o vereador Daniel Alves disse que a nova Câmara deve se aproximar mais do povo e estimular a participação da sociedade divulgando mais as ações da Casa e os dias e horários das sessões plenárias. “O povo renovou a Casa e isso nos imputa uma grande responsabilidade. Somos a esperança da população por dias melhores e não podemos frustrar este sentimento. Vamos divulgar nosso trabalho para que os eleitores saibam o que estamos fazendo”, disse.

CLASSE OPERÁRIA - O vereador Carlos André, também eleito pela primeira vez no pleito do ano passado, afirmou que não quer ser apenas “mais um” na Câmara, mas fará um trabalho vigoroso em prol dos trabalhadores. O parlamentar é diretor do Sindicato dos Vigilantes de Pernambuco e pretende trazer a experiência do meio sindical para ajudar os servidores e a classe operária da cidade. “Nosso mandato será uma luta permanente pela comunidade e pelos trabalhadores. As pessoas estão cansadas da mesmice. O vereador não pode esquecer disso e se manter perto do povo”, ensinou.

O presidente da Casa, vereador Adeíldo da Igreja, disse que todos os parlamentares eleitos têm méritos, pois sabe da luta de cada um para alcançar o objetivo de representar o povo de Jaboatão. Ele ressaltou também a importância dos funcionários da Casa, que ajudam os vereadores a dar os resultados que a população espera e precisa.

“Desejo que Deus nos dê a inteligência necessária para conduzir este trabalho de forma que nossos mandatos dignifiquem a nobre função do vereador. Nosso lema será construir uma obra onde todos estarão de mãos dadas, nos ajudando mutuamente, pois é dessa maneira que a população espera que seus representantes atuem. Sempre na direção do interesse maior da sociedade como um todo”, afirmou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados